Tópicos sobre anorexia

Diagnóstico

  • Negar-se a manter o peso corporal a nível mínimo para a idade e estatura.
  • Medo mórbido de engordar mesmo estando muito magra.
  • Alteração na forma de perceber o próprio corpo e influência na auto avaliação da pessoa. Supervalorização do que a magreza pode para sua vida.
  • Ausência de menstruação por pelo menos três períodos seguidos (amenorréia) . Não são contadas menstruações provocadas por medicação hormonal.

Ocorrência

  • Meninas/mulheres/ adolescentes/jovens. Difícil após 40 anos. Mulheres 9: 1.
  • 0,5 – 1,0 % da população feminina jovem. (Mas os estados pré anoréxicos, presença de alguns sintomas sem ainda preencher os critérios diagnósticos, são muito maiores e crescem de forma preocupante nos últimos anos).
  • 50% das anoréxicas provocam o vomito e/ou apresentam outros comportamentos compensatórios como uso de medicamentos (laxantes, diuréticos, mais raramente hormônio de tiroide , exercícios feitos de forma exagerada ou compulsiva, jejuns e outros).
  • Profissões de maior risco : modelos, bailarinas, atletas, atrizes.

Alterações de Comportamento

  • Quantidade de alimento muito reduzida (jejum, dieta muito restrita )
  • Mesmo muito magra , comporta-se como se estivesse gorda diante do alimento.
  • Presença de novos hábitos : separam os alimentos, cortam simetricamente em pequenos pedaços, medem os líquidos, demora exageradamente para comer, preparar comida para outros mas negas-se a come-la.
  • Desculpas para evitar sentar-se à mesa.
  • Fuga de situações sociais onde, supõe, haverá comida.
  • Roupas largas e superpostas para esconder a magreza.
  • Tipo de cabelo visando esconder as maçãs do rosto.
  • Roubar alimentos e esconde-los.
  • Ir ao banheiro após alimentar-se, permanecer lá muito tempo. Muitas vezes colocar musica alto ou fazer barulho com a água para que não se escute o vomito.
  • Uso de laxantes ou diuréticos, habitualmente escondido.
  • Exercícios físicos extenuantes (compulsivos), muitas vezes de forma escondida ou isolada.
  • Insônia : dificuldade para adormecer ou despertar precoce.
  • Pesar-se e medir-se com freqüência
  • Falar ou pensar exageradamente em peso, comida, calorias.
  • Olhar-se exageradamente no espelho. Muitas vezes experimentar roupas de forma incansável , visando números cada vez menores.
  • Queda de espontaneidade.

Alguns sintomas psicológicos que mais acompanham

  • Irritabilidade
  • Alteração de humor/oscilação brusca de humor
  • Retraimento social (isolamento)
  • Depressão, tristeza
  • Perda de interesse sexual
  • Idéia fixa em peso/comida/forma física
  • Dificuldade de concentração da atenção
  • Perfeccionismo
  • Duvidas sobre a própria capacidade/autodepreciação
  • Distorção da auto imagem

Sintomas ou alterações físicas

  • Perda acentuada de peso
  • Ausência de menstruação
  • Nos homens , perda de desejo sexual/impotência
  • Intolerância ao frio
  • Enjôos, desmaios
  • Pele seca
  • Queda de cabelos
  • Lanugo (crescimento de penugem fina sobre o corpo)
  • Bradicardia (freqüência cardíaca baixa)
  • Pressão baixa
  • Inchaço (edema)
  • osteopenia

Na evolução da doença

  • Anemia/ queda da resistência imunológica
  • Arritmia, insuficiência cardíaca ,PARADA CARDIACA
  • Problemas de pâncreas, fígado, rins.
  • Hipotireoidismo
  • Amenorréia que, se prolongada , pode levar atrofia do útero com esterilidade futura
  • Osteoporose
  • Depressão (50 a 75%)
  • SUICÍDIO
  • 15 a 20% das anoréxicas morrem por parada cardíaca, inanição ou suicídio