“Timidez exagerada” ou “vergonha que incapacita”

1. O que é fobia ou ansiedade social ?

Uma certa apreensão durante uma visita a um lugar que não se conhece é normal. Um certo receio de falar em público também. Mas existem pessoas que entram em pânico só de pensar nisto.Pessoas que tem medo de fazerem ou dizerem algo tolo, de serem avaliadas negativamente pelos outros, enfim de serem REJEITADAS por algo que fizeram ou falaram, por serem destaques. Ou por vergonha de sentirem vergonha, de ruborizarem , tremerem ou gaguejar numa situação pública.Pessoas exageradamente tímidas, excessivamente envergonhadas. Que “pagam para não aparecerem “ mesmo que seja por feitos positivos. Que tenha medo ou vergonha de falar ou fazer algo em público.

2. O que sente uma pessoa com Fobia Social ?
Basicamente medo da avaliação alheia, de serem desaprovadas, rejeitadas, humilhadas, de mostrar ansiedade em público,de ficarem vermelhas ou tremerem ou gaguejarem numa situação social.

3. Quais os principais sintomas desse quadro ?
A pessoa com fobia social pode ter medo de falar em público, ao telefone, escrever ou assinar cheques em público, comer em público, de relacionar-se com as pessoas especialmente do sexo oposto,de utilizar banheiro público,freqüentar reuniões sociais, de “não ter assunto”, de serem argüidas em uma sala de aula ou reunião, enfim, de, como dissemos, fazer ou dizer algo tolo e ser ridicularizado pelos outros. A pessoa pode apresentar um ou alguns sintomas entre os descritos (fobia social circunscrita) ou muitos sintomas (Fobia Social Generalizada, de maior gravidade).

4. Quais os prejuízos da Fobia Social ?
A fobia social é um dos quadros mais incapacitantes. O medo do escrutínio alheio faz com que as pessoas EVITEM toda a sorte de situações para escapar dele. Isso inclui relacionamentos, trabalhos onde haja maior exposição aos fatores temidos (reuniões, por exemplo), atividades sociais. A pessoa com fobia social foge de festas, oportunidades sociais e profissionais. NÃO SE ACREDITA CAPAZ DE CORRESPONDER. Existem aqueles que recusam promoções que exijam maior contato com outras pessoas.Além disso cerca de 50% usam drogas ou álcool para “relaxar” e “criar coragem” ou simplesmente para atenuar o mal estar. Há grande sobreposição com depressão e os casos de suicídio beiram os 14%.

5. Qual o tratamento para a fobia social ?
Infelizmente a fobia social “não passa sozinha”. Ao contrário, o quadro vai se agravando com sensíveis prejuízos para a pessoa. Estudos controlados mostram a eficácia da Psicoterapia Comportamental e Cognitiva na ansiedade social. A pessoa interage com o terapeuta e pouco a pouco vai enfrentando, primeiro no consultório, depois na vida diária, os medos sociais.Quem tem fobia social tem pensamentos distorcidos e não realistas acerca das situações sociais, das críticas alheias e da rejeição que esperam das pessoas.”Eles me acham idiota”, “vou dar vexame” e outros. A pessoa será levada a questionar esses pensamentos e não aceita-los como”leis”. O questionamento leva a substituição por emoções mais adequadas. O uso de medicamentos deve ser apenas com prescrição médica, já que esses pacientes tendem a abusar de substâncias.
Dr. Marco Antonio De Tommaso
• Psicólogo e psicoterapeuta pela USP
• Atuou no Amb de Ansiedade do HC USP
• Credenciado pela Assoc Brás para Estudo da Obesidade
• Psicólogo das Agências Eluite e L’Equipe de Modelos

11- 3887 9738 [email protected] www.tommaso.psc.br