PSICOLOGIA NO EMAGRECIMENTO: CONTROLE DO ESTÍMULO

Muitas vezes comemos não por fome, mas porque “estamos acostumados”, porque “tem comida”, toda vez que ligamos a TV, etc. Por associarmos a comida a outros estímulos, que não a fome,   e que motivam o ato de comer, AUTOMATICAMENTE!

Outro exemplo:  chego em casa com fome hoje e como um sanduíche. Chego em casa amanhã com fome e como um sanduíche.  Depois de amanhã chego em casa e mesmo sem fome como um sanduíche. Associei, sem perceber, o chegar em casa com comida, AUTOMATICAMENTE.

O objetivo  é prepará-la para diminuir o número de situações que a levam a comer e reduzindo-as às dicas internas, leia-se à FOME e (por que não?) prazer. Mas, lembre-se: prazer alimentar é medido pelo TEMPO de contato da comida na papila gustativa, e não na quantidade.

 

ESTÍMULO  INTERNO

 

Vamos procurar seguir algumas normas que levam a comer quando e somente quando tiver fome e até saciar essa fome. Não mais.

 

  1. Você vai escolher um lugar à mesa, apenas e tão somente, para comer. Você só comerá nesse lugar e não fará qualquer outra coisa lá. Se tiver que ler ou estudar, por exemplo, esse não é o lugar. Procure outro. Tudo que tiver que comer será nesse lugar. Exemplo: você está vendo TV e quer comer uma maça. Desligue a TV, vá ao local onde você escolheu e coma lentamente essa maça.

2. Não se dedique a qualquer atividade quando estiver comendo. Evite associar a comida a qualquer outra atividade prazerosa. Quando estiver comendo não veja TV, não fale ao telefone, não leia. Música, só se não interferir na sua concentração.

3. Deixe um pouco de comida no prato no final das refeições. Pouco a pouco você vai deixar de comer “só porque tem comida no prato”. Lembra daquele velho conceito que adquirimos em nossa educação? “Coma até raspar o prato”!

4. Limitar a quantidade de comida disponível enquanto come. Você planejou o que vai comer. Divida-o em duas porções. Ponha a primeira porção no prato e coma lentamente. Preste a atenção se realmente precisa comer mais, se ainda sente fome. Só sirva-se da segunda metade depois de terminado o que tinha no prato.

5. Nunca comer diretamente das panelas potes ou outro recipiente de cozinha. É difícil avaliar a quantidade ingerida e pode-se continuar comendo apenas porque o alimento está disponível.

6. Coma quando estiver com fome. Não coma quando estiver ansiosa.

Dá trabalho? Pode ser. Mas, funciona. E se quiser emagrecer terá que mudar comportamento.