PSICOLOGIA DO EMAGRECIMENTO: COMER NOTURNO II

      Diversas causas podem nos levar a comer à noite, à revelia de nossas intenções, sabotando muitas vezes os mais sinceros propósitos de emagrecimento.

     O quadro é mais ou menos assim: a pessoa segue uma dieta durante o dia e à noite, geralmente após a última refeição, come compulsivamente, pondo por terra mais uma tentativa. Na manhã seguinte não tem fome, alimenta-se mal, culpa-se, almoça pouco, criando condições para novo episódio noturno.

Em outros casos, a pessoa trabalha ou estuda, ocupa-se durante o dia e à noite, quando relaxa, apresenta o problema.

O comer noturno pode ser uma forma de compulsão alimentar ou um hábito adquirido.

Habitualmente o problema requer assistência psicológica, porém vale tentar algumas dicas.

 

  • Não chegue com fome à noite. Faça as refeições devidas. Não pule refeições, não tente atalhos. Não deixe de comer um bife para depois comer um boi… Antes de qualquer coisa, tenha um plano nutricional correto.
  • Procure, dentro das suas possibilidades, fazer suas refeições aproximadamente nos mesmos horários, adequando ao seu estilo de vida, não fazendo intervalos maiores de três ou quatro horas. Você se acostumará a sentir fome nestes horários.
  • Procure prever o que você irá comer. O aumento de previsibilidade fará com que você tenha melhores condições de controle.
  • Cuidado como tudo ou nada. É pior a sensação de falta de controle do que a falta de controle propriamente dita. Se você errou ou acha que errou não pense que “perdido por um perdido por dez”. Um bombom não deve levá-lo à caixa inteira.
  • Se você sente dificuldade em ter o dia como unidade, se um deslize de manhã o leva a comer o dia todo e inclusive à noite, pegue períodos menores como unidade. Ex: período da manhã, tarde e noite.
  • UM ERRO MUITO FREQUENTE DE QUEM COME COMPULSIVAMENTE Á NOITE É “GUARDAR” AS CALORIAS PARA PREVENIR-SE. Passa fome durante o dia e come muito à noite. Na realidade, criou condições para que o comer noturno ocorresse. A MELHOR MANEIRA DE NÃO COMER DEMAISÀ NOITE É COMER BEM DURANTE O DIA!
  • Anote o que você come, as situações em que isso ocorre, as emoções, sentimentos e pensamentos que ocorrem imediatamente antes de apresentar esse comportamento. A MONITORAÇÃO POR SÍ SÓ É A PRIMEIRA FORMA DE AUTOCONTROLE ! ESTUDOS MOSTRAM QUE VOCÊ COMERÁ DE 10 a 20% MENOS, SIMPLESMENTE POR EFETUAREM ESTA ANOTAÇÃO! Alem disso, através da monitoração, você identificará os estímulos fora a fome, que o levam a comer à noite.
  • Faça exercícios físicos. A atividade física relaxa baixa a tensão e é poderoso agente anti stress.
  • Procure desenvolver alguma forma de relaxamento. Você poderá, inclusive, utilizá-la aos primeiros sinais de impulso de comer.
  • Inclua o prazer em sua vida. Suas noites podem estar muito monótonas. Não confunda descansar com “não fazer nada”, se isto é monótono para você. Pense num “descanso ativo”, onde você faz algo que lhe de prazer, desvinculado de qualquer responsabilidade ou até de finalidade. Simplesmente divirta-se.
  • Quando chegar em casa, “desligue a chave geral”. Deixe seus problemas de trabalho… no trabalho. Verifique que suas preocupações, em sua grande maioria, referem-se a coisas que não pode resolver no momento e, muitas vezes, com coisas que jamais acontecerão. Não acontecem, mas a preocupação gera ansiedade e stress e daí para a comida…
  • NÃO TENHA EM CASA ALIMENTOS QUE VOCÊ CONSIDERE DE RISCO.
  • Desenvolva atividades prazerosas, que possam ser evocadas ao primeiro sinal interno de impulso de comer. Na hora do perigo utilize-as. De uma caminhada, faça algum trabalho manual, visite um amigo, telefone para alguém, digite um trabalho no computador. Algo que o faça “esquecer da vida” e da. comida…
  • Poderoso enfraquecedor de um impulso é o decurso de tempo. Se você tiver impulso de comer e estiver preso numa sala pelo tempo suficiente, verificará que sua ansiedade aumenta no início, mas chega num patamar e depois declina. A “vontade passa”! Ai você sentir-se-á uma “virtuosa”!”
  • Não existem alimentos proibidos. Se você quiser comer chocolate tudo bem. MAS NÃO O TENHA EM CASA! Vá a um local e compre uma unidade pequena. Leve-a para casa, anote em seu diário e espere 5 ou 10 minutos. Depois saboreie lentamente.
  • TREINE COMER DEVAGAR. COMA O MAIS LENTAMENTE POSSIVEL. ESTE É UM COMPORTAMENTO FÁCIL DE FALAR, MAS DIFICIL DE FAZER… É NECESSÁRIO TREINAMENTO!
  • Fique atento para alguns comportamentos ou hábitos associados aleatoriamente. Exemplo, comer diante da televisão, comer pipoca quando vai ao cinema, e outros.
  • Concentre-se no que come! Coma “com todos os sentidos”! Sinta o aroma, a temperatura do alimento, a textura! Faça como um provador de vinho! SABOREIE!
  • Autocontrole quer dizer ADIAMENTO DA GRATIFICAÇÃO. Abrir mão de uma recompensa imediata e discutível, a comida, e concentrar-se em outra, o emagrecimento.
  • Faça do alimento um prazer e não O PRAZER! A NOITE TEM OUTROS ATRATIVOS.
  • OS CASOS QUE RESISTEM A MERAS INTERVENÇÕES DESTE TIPO DEVEM SER TRATADOS PSICOTERAPICAMENTE! O TRATAMENTO DE ESCOLHA PARA A COMPULSÃO NOTURNA É A PSICOTERAPIA COMPORTAMENTAL E COGNITIVA.
  • COMPULSÃO NÃO RESOLVIDA INVIABILIZA QUAISQUER TENTATIVAS DE EMAGRECIMENTO.

 

Dr. Marco Antonio De Tommaso
–  Psicólogo e psicoterapeuta pela Universidade de São Paulo
–  Atuou no IPQ HC USP em pesquisa e atendimento
–  Credenciado pela Assoc Bras para Estudo da Obesidade
–  Consultor da Unilever – Dove de 2004 a 2010

–  Articulista da revista Boa Forma “No Divã”
–  Psicólogo das Agências  L’Equipe, Joy r KeeMod de modelos.

–  Consultor de psicologia do site www.giselebundchen.com.br/estilo

 
11 – 3887 9738    www.tommaso.psc.br  [email protected]

http://tommasopsicologia.blogspot.com/

 

 

Rua Bento de Andrade, 121    Jardim Paulista     São Paulo