Por que psicologia no emagrecimento?

  1. Pergunte-se se você quer ser magra ou emagrecer. Se a preocupação excessiva com o emagrecimento não está encobrindo outros problemas em sua vida, assumindo o papel de fuga.
  2. Considere o emagrecimento UM MEIO de tornar-se mais saudável e bonita e NÃO UM FIM EM SI PRÓPRIO.
  3. Há uma ligação muito importante entre emagrecimento e auto-estima. Você precisará mudar algo mais que o peso para manter-se magra. Se você nada fizer em relação à ansiedade, ao vazio existencial, aos sentimentos de rejeição e abandono, à depressão, terá mantido as condições de voltar a engordar, se é que conseguirá emagrecer.
  4. Emagrecer não é apenas fazer mais uma dieta por algum tempo para perder algum peso. Exige muito mais! É, em muitos casos, toda uma revisão da parte afetiva, da ligação da mesma com o alimento.
  5. Muitas pessoas fazem , sem saber, um “escudo” , onde a gordura as defende da intimidade. A COMIDA NÃO SUBSTITUI O AFETO.
  6. Comida e peso são a cadeia final de um intrincado sistema. São sintomas e não o problema.
  7. Quando comida, alimento e peso estão associados com baixa auto-confiança , problemas emocionais, problemas familiares passados, raiva reprimida, sentimentos de rejeição e abandono, a SOLUÇÃO NUNCA SERÁ APENAS DIETA E MEDICAMENTOS.
  8. Cuidado! Magreza não é invulnerabilidade! Jovens com essa crença podem estar há um passo de graves problemas alimentares como Anorexia e Bulimia ! Cuidado com a expectativa da “terra prometida” por traz do emagrecimento. Não supervalorize o que a magreza pode fazer por você!
  9. Mais do que uma dieta e medicamentos, emagrecer é desenvolver todo um novo estilo de vida. Auto – estima , relação com o próprio corpo, emoções, sentimentos, ansiedade decorrentes de conflitos psicológicos não resolvidos, estados ansiosos, afetividade, vulnerabilidade à rejeição, sentimentos de abandono, tudo isso e mais algumas coisas deverão ser revistas e trabalhadas.
  10. Se você, por qualquer problema emocional, afetivo. De relacionamento, por baixa auto – estima, alterou sua relação com a comida, comendo mais do que deve, está utilizando inadequadamente o alimento para reduzir a ansiedade. Só que esta redução é MOMENTÂNEA ! SE ESTAS CONDIÇÕES NÃO FOREM TRABALHADAS, CONTINUARÃO LEVANDO-A À COMIDA, PASSANDO POR CIMA DOS SEUS MAIS SINCEROS PROPÓSITOS!

COMPREENDE POR QUE PSICOLOGIA NO EMAGRECIMENTO?