O processo de emagrecimento

Não há uma “causa” simples e única para obesidade. Não existe a obesidade enquanto diagnóstico único. Existem “obesidades”, querendo isso dizer que inúmeras “causas” podem atuar promovendo a doença.

Decorre daí que existem diferentes tratamentos ou abordagens para o problema e que não há um tratamento unânime. Diferentes pessoas podem se beneficiar de diferentes tratamentos.

Em linhas gerais, o tratamento envolve abordagem médica, nutricional, atividade física e EQUILIBRIO PSICOLÓGICO, a vertente mais negligenciada.

Qualquer que seja a ordem, o paciente deve participar ativamente. Nada cai do céu e a crença de “ser emagrecido” deve ser esquecida.

Mais que tudo, deve haver o comprometimento com o tratamento. Perseverança, tolerância à frustração, paciência e a capacidade de enfrentar mudanças. A filosofia subjacente é mudança do estilo de vida, ocorrendo a queda do peso como conseqüência. O Objetivo é emagrecer e permanecer magra e não perder algum peso por algum tempo.

Não há magia nem fórmulas milagrosas. Há trabalho, empenho, dedicação, autoconhecimento, AÇÃO. É um processo ATIVO. Mudanças bruscas de peso sem que se mudem as condições anteriores serão seguidas de retomada da engorda. A “causa”, seja lá qual for, não foi controlada. Nada se aprendeu.

Portanto, se você quer ter resultados duradouros, comprometa-se com o tratamento. Assuma a responsabilidade pelo processo.