O gordo “emagrecido”: a manutenção

Após tentativas, dietas, tratamentos você conseguiu: ao atingir o peso desejado você agora é magra!

Infelizmente não é bem assim. A pessoa que foi gorda ou obesa irá manter de maneira latente, a tal “tendência de engordar”. Por isso é um “gordo emagrecido”.

Está magro, mas NÃO É MAGRO. E só estará magro se e enquanto se mantiver em tratamento. Jamais poderá comer como antes ou voltará a engordar. É duro? É duro! Mas é a realidade. E não para aí. A grande maioria das pessoas que emagrecem volta a engordar em um ano. Não é terrorismo. É preferível que você saiba o que lhe espera se quiser continuar magra. Obesidade não tem cura, tem tratamento. Potencialmente, você pode recuperar o peso se descuidar. É doença crônica! Por isso, mais que dieta e medicamento, é MUDANÇA DE ESTILO DE VIDA!

Emagrecer é menos difícil que manter o novo peso. Quando você se lança num processo de emagrecimento e começa a perder quilos e mais quilos recebe uma recompensa social. As pessoas notam, elogiam. Você, feliz com a “notoriedade” se lança a perder mais e mais quilos. Aí, chegando onde deseja, esse retorno social para. Após algum tempo as pessoas sequer farão menção ao fato. Comportar-se-ão como se fosse a coisa mais natural do mundo!

Nutricionalmente, ao longo do emagrecimento, havia rigor na dieta. Na manutenção ocorre a flexibilização das quantidades e da qualidade do alimento, que não pode ser confundida com “liberdade total”. Algumas pessoas confundem emagrecimento com mera perda de peso. O novo estilo alimentar deverá ser respeitado. Dietas “loucas” ou “regimes” são as melhores maneiras de voltar a engordar, se é que conseguirá emagrecer. O “caminho mais curto” aqui não é o melhor.

Por outro lado, a permanência no novo peso por grande período de tempo promove adaptações no organismo que o tornarão mais resistente a acumular gordura novamente, mas nunca na mesma proporção da pessoa que não é gorda.

E o aspecto mais importante: psicologicamente você deverá estar equilibrada! Se anteriormente comia por ansiedade, fez um “sacrifício”para perder peso e não tratou dessa ansiedade, tenha certeza: você voltará a engordar. Se o excesso de comida exercia uma função em sua vida, preservá-la da intimidade, protegê-la do convívio social, anestesiar sua sexualidade, entre outras, procure conhecer-se melhor ou…nada feito! Os quilos estarão de volta!

Quanto tempo dura o tratamento? O RESTO DA VIDA!