Gerenciamento do estresse

Algumas formas de estresse são inevitáveis: barulho, trânsito, temperatura e outros, os chamados estressores externos.

Porém, a pior forma de estresse é aquela que nós mesmos produzimos como nossas crenças errôneas, ansiedade, tensão, tristeza, entre outros.

Muitas vezes a capacidade de dissipar o estresse é inferior ao volume produzido. Estresse prolongado pode levar a sintomas e mais tarde a doenças.

Vamos a algumas dicas para gerenciá-lo:

 

  • COLOQUE-SE NA PRÓPRIA AGENDA. Reserve tempo para diversão, longe dos problemas.
  • Reserve alguns minutos para ficar só, refletir, meditar, fazer introspecção.
  • Organize seu tempo. Estabeleça prioridades. Não tente fazer tudo ao mesmo tempo.
  • Cultive a vida familiar e social.
  • Estabeleça metas viáveis. Planeje o futuro, mas não se angustie com ele.
  • Resolva os problemas que podem ser resolvidos, que dependem de sua competência. Não adianta se afligir com um problema para o qual não há solução ou cuja solução não pode ser efetivada de imediato.
  • Faça pausas freqüentes no trabalho. No máximo a cada duas horas.
  • Faça atividade física. O exercício físico é poderoso mecanismo anti estresse desde que feito com prazer. O melhor exercício é aquele que, mesmo cansada hoje, você sente vontade de fazer amanhã. Pratique alguma forma de relaxamento.
  • Cuide de seu sono e alimentação, através de hábitos regulares e saudáveis.
  • Evite excessos de café, bebidas alcoólicas, fumo, sal, açúcar ou gorduras.
  • Trate os problemas de saúde.
  • Tire férias regularmente.
  • Controle melhor o lado emocional. Aprenda técnicas de autocontrole e de resolução de problemas.
  • VIVA O DIA DE HOJE. ONTEM JÁ SE FOI E AMANHÃ AINDA NÃO VEIO!  O ÚNICO MOMENTO QUE VOCÊ PODE VIVER É O PRESENTE!
  • Evite situações que o deixam irritado ou nervoso, especialmente aquelas cuja solução não depende de você.
  • Procure terapia pessoal ou conjugal, se for o caso. Busque maior autoconhecimento. Tenha alguém com quem possa discutir objetivamente seus problemas.
  • Cuide do lado amoroso e sentimental. Cultive o relacionamento interpessoal. Desenvolva ASSERTIVIDADE.
  • Saiba dizer “não” sem sentir-se culpado. Respeite seus limites.
  • Evite a “tirania do dever”. Seja menos exigente.  CULTIVE O PRAZER.
  • TRABALHE SUA ANSIEDADE. Ansiedade, estresse, depressão e raiva constituem um verdadeiro “quadrado da morte” para a qualidade de vida e para a saúde em geral.