Beleza e biotipo

Biotipo é a estrutura física de cada um. Ossos, músculos, gordura, sangue, vísceras, pele se distribuem harmoniosamente, via genética e vai determinar se seremos mais leves ou pesados, mais longitudinais ou verticais. É ele que, numa Olimpíada, diferencia quem vai correr os 100 metros ou a maratona.

Isso implica numa adequada relação gordura músculo, num determinado metabolismo, em determinada aparência física. Duas mulheres de 1, 70 m podem ter diferentes composições corporais, o que vai propiciar diferentes aparências estéticas.
Até aí, o obvio! Porém nas últimas décadas, a beleza foi confundida com um único perfil biotipológico: a mulher muito magra, quase andrógina, muitas vezes despida dos caracteres femininos secundários. O tal “padrão” tem sua origem na moda, o maior representante da beleza na cultura ocidental. É divulgado maciçamente pela mídia, reforçado por associações com glamour, luxo, e cenários paradisíacos.

A mulher interioriza essas imagens idealizadas numa autentica lavagem cerebral, como uma “crença única de beleza”, baseada na beleza das modelos em “estado de produção”, mulheres escolhidas a dedo, submetidas a tratamento pré e pós trabalho, inclusive com programas virtuais.

A mulher, que ontem se comparava à menina mais bonita da escola, hoje é cotejada com as mulheres mais bonitas do mundo, devidamente “produzidas!” A super modelo Cindy Crawford declara: “antes de passar duas horas com o cabeleireiro e o maquiador, nem eu pareço com a Cindy Crawford”. E ela não se refere ao photoshop…
Biotipo é imutável. A constituição de cada um deve ser respeitada em termos de saúde e beleza. Uma coisa é tirar o máximo de sua estrutura física valorizando seus diferenciais, outra é tentar contrariar a genética. Uma mulher com curvas terá dificuldade em conseguir uma aparência andrógina. Seria como transformar Don Quixote em Sancho Pança… A mulher pode ser magra e saudável dentro de seu limite genético. Hoje o peso estético (que a mulher deseja) se afasta perigosamente de um peso clínico.
Valorize o que é seu. A beleza ideal é a sua!