A entrevista psicológica

Uma das coisas que mais me preocupam como profissional seja numa nova consulta ou nas palestras que faço é a frase “ah! Se eu soubesse que era assim teria vindo antes”. “Estou me sentindo aliviada! Não sabia que era tão legal!”

Neste momento assumo minha parcela de culpa! Estaríamos nós, profissionais , divulgando devidamente o que fazemos ? Quando ouço de uma jovem que não” sabia que minha timidez tinha tratamento “e que sofreu muitos anos por isso, questiono a eficiência da minha comunicação.

Do que trata a Psicologia Clínica ? Trata de todo e qualquer comportamento, emoção, pensamento ou sentimento que atrapalhe a vida da pessoa do ponto de vista social, pessoal, acadêmico, familiar, profissional, sexual, afetivo, etc, de qualquer problema que, mediante os recursos disponíveis, não consigamos resolver. NÃO EXISTEM “ASSUNTOS FEIOS”, “IMORAIS”, “VERGONHOSOS”, “ANTIÉTICOS”. É o único lugar em que você pode ser você ! COM QUALIDADES E DEFEITOS!

Por que?

O Psicólogo é um profissional treinado, preparado para isso. Ele não “criticará” nenhuma atitude sua, não achará “horrível” aquela história que você acha “terrível”, não “pensará mal” de você porque fez ou deixou de fazer isso ou aquilo, por mais “grave” que VOCÊ ou a sociedade ou a família ou a igreja ou seja lá quem for achem ! Numa entrevista psicológica o “pecado tem perdão” ! Não existe a condenação ! Existe uma nova possibilidade de aprendizagem cuja FINALIDADE MAIOR É SER MAIS FELIZ ! Errou ? Vamos corrigir, não punir !

DIFERENTEMENTE DE UMA CONVERSA SOCIAL, onde somos avaliados, julgados, e outras coisas mais, numa entrevista psicológica somos compreendidos ! POR MAIS “FEIO” QUE SEJA O “PECADO” QUE ACHAMOS QUE TENHAMOS COMETIDO “!”.

E mais, os dados que você aborda são absolutamente confidenciais e utilizados apenas em sua orientação ! O medo poderá fazê-la ser mais uma a dizer “puxa ! se eu soubesse que era assim teria feito antes!”